Fonte de Energia

A Energia que vem do Sol · Sol em foco · Parte 1

By 29 de outubro de 2019 5 Comments
sol

Sol em foco · Parte 1

Como o sol gera energia

Efeito estufa

Fotossíntese

Combustíveis Fósseis

 

Energia solar

É necessária para a vida na Terra e pode ser utilizada como eletricidade.

Energia solar é qualquer tipo de energia gerada pelo sol.

A energia do sol é criada pela fusão nuclear que ocorre no sol. A fusão ocorre quando prótons de átomos de hidrogênio colidem violentamente no núcleo do sol e se fundem para criar um átomo de hélio.

Esse processo, conhecido como reação em cadeia PP (próton-próton), emite uma quantidade enorme de energia. O sol funde cerca de 620 milhões de toneladas métricas de hidrogênio a cada segundo. A reação em cadeia PP ocorre em outras estrelas do tamanho do nosso sol e fornece energia e calor contínuos. A temperatura nessas estrelas é de cerca de 4 milhões de graus na escala Kelvin (cerca de 4 milhões de graus Celsius, 7 milhões de graus Fahrenheit).

Em estrelas que são cerca de 1,3 vezes maiores que o sol, o ciclo CNO impulsiona a criação de energia. O ciclo CNO também converte hidrogênio em hélio, mas depende de carbono, nitrogênio e oxigênio (C, N e O) para fazer isso. Atualmente, menos de 2% da energia solar é criada pelo ciclo CNO.

A fusão nuclear pela reação em cadeia PP ou ciclo CNO libera enormes quantidades de energia na forma de ondas e partículas. A energia solar está constantemente fluindo para longe do sol e por todo o sistema solar. A energia solar aquece a Terra, provoca ventos, altera o clima e sustenta a vida vegetal e animal.

A energia, o calor e a luz do sol fluem na forma de radiação eletromagnética (EMR).

O espectro eletromagnético existe como ondas de diferentes frequências e comprimentos. A frequência de uma onda representa quantas vezes a onda se repete em uma determinada unidade de tempo. Ondas com comprimentos de onda muito curtos se repetem várias vezes em uma determinada unidade de tempo, portanto são de alta frequência. Por outro lado, ondas de baixa frequência têm comprimentos de onda muito maiores.

A grande maioria das ondas eletromagnéticas é invisível para nós. As ondas de alta frequência emitidas pelo sol são raios gama, raios X e radiação ultravioleta (raios UV). Os raios UV mais nocivos são quase completamente absorvidos pela atmosfera da Terra. Os raios UV menos potentes viajam pela atmosfera e podem causar queimaduras solares.

O sol também emite radiação infravermelha, cujas ondas são de frequência muito menor. A maior parte do calor do sol chega como energia infravermelha.

Entre o infravermelho e o UV, imprensado, está o espectro visível, que contém todas as cores que vemos na Terra. A cor vermelha tem os comprimentos de onda mais longos (o mais próximo ao infravermelho) e violeta (o mais próximo a UV) o mais curto.

 

Energia solar natural

Efeito estufa

As ondas infravermelha, visível e UV que atingem a Terra participam de um processo de aquecimento do planeta e viabilização da vida – o chamado “efeito estufa”.

Cerca de 30% da energia solar que chega à Terra é refletida de volta ao espaço. O resto é absorvido na atmosfera da Terra. A radiação aquece a superfície da Terra e irradia parte da energia de volta na forma de ondas infravermelhas. À medida que ascendem pela atmosfera, são interceptadas por gases de efeito estufa, como vapor de água e dióxido de carbono.

Os gases de efeito estufa retêm o calor que reflete na atmosfera. Dessa forma, eles agem como as paredes de vidro de uma estufa. Esse efeito estufa mantém a Terra quente o suficiente para sustentar a vida.

Fotossíntese

Quase toda a vida na Terra depende de energia solar para alimentação, direta ou indiretamente.

Os produtores dependem diretamente da energia solar. Eles absorvem a luz solar e a convertem em nutrientes através de um processo chamado fotossíntese. Os produtores, também chamados de autotróficos, incluem plantas, algas, bactérias e fungos. Os autótrofos são a base da cadeia alimentar.

Os consumidores confiam nos produtores de nutrientes. Herbívoros, carnívoros, onívoros e detritívoros dependem indiretamente da energia solar. Os herbívoros comem plantas e outros produtores. Carnívoros e onívoros comem tanto produtores quanto herbívoros. Detritívoros decompõem matéria vegetal e animal, consumindo-a.

Combustíveis fósseis

A fotossíntese também é responsável por todos os combustíveis fósseis da Terra. Os cientistas estimam que, cerca de 3 bilhões de anos atrás, os primeiros autótrofos evoluíram em ambientes aquáticos. A luz solar permitiu que a vida vegetal prosperasse e evoluísse. Depois que os autótrofos morreram, eles se decompuseram e se deslocaram mais profundamente na Terra, às vezes milhares de metros. Esse processo continuou por milhões de anos.

Sob intensa pressão e altas temperaturas, esses restos se tornaram o que conhecemos como combustíveis fósseis. Os microrganismos se tornaram petróleo, gás natural e carvão.

Foram desenvolvidos processos para extrair esses combustíveis fósseis e usá-los como energia. No entanto, os combustíveis fósseis são um recurso não renovável. Eles levam milhões de anos para se formar.

 

Original em: https://www.nationalgeographic.org/encyclopedia/solar-energy/

Livre tradução J.S. marketing@spinsolar.com.br

Imagens: Pixabay

5 Comments

Leave a Reply